Trabalho de combate ao mosquito da dengue chega a casas fechadas em Itabuna

on . Posted in SAÚDE

Na manhã desta quinta-feira, dez imóveis fechados, desabitados ou abandonados do Bairro Sarinha Alcântara, em Itabuna, foram os primeiros a ser abertos pelos agentes de endemias da Secretaria Municipal de Saúde, como parte do trabalho de combate ao mosquito da dengue, que também pode transmitir a chikungunya. A entrada nos imóveis fechados é autorizada pela Justiça. No interior do imóvel os agentes procuram por possíveis focos do mosquito, aplicam inseticida e nos caso de quintais é usado larvicida, cobertos tanques ou reservatórios e desfeitos os possíveis locais de infestação.

Trabalho de combate ao mosquito da dengue chega a casas fechadas em Itabuna - Foto Gabriel de Oliveira 2

Este ano, 24.200 imóveis foram encontrados fechados no primeiro ciclo de trabalho de combate aos focos do Aedes Aegypti. Todos devem ser visitados. De acordo com o coordenador de Combate a Endemias, Renato Freitas, a autorização judicial também permite a entrada do agente em imóveis cujos proprietários resistam à visita técnica. A partir da identificação da área, o agente de endemias localiza o foco, e em seguida, realiza o combate focal às larvas nos reservatórios de água, bem como a pulverização de inseticida para combater o mosquito adulto.

Trabalho de combate ao mosquito da dengue chega a casas fechadas em Itabuna - Foto Gabriel de Oliveira 4

Para o supervisor geral de Endemias, Antônio Cardoso, em 90% das casas em estado de abandono são encontrados focos do mosquito Aedes Aegypti. "Foi observado o cenário de abandono nas residências, com água parada no telhado, garrafas pet no quintal e caixas d'água sem tampa. Por isso estamos adotando as providências que garantem a eliminação total dos focos de dengue nas casas visitadas no Bairro Sarinha Alcântara", explicou.

________________

Prefeitura de Itabuna

Secretaria Municipal de Comunicação

Fotos: Gabriel de Oliveira

360CEU

banner-mais-noticias